Outros Ares #12 (Carlos Eduardo Pereira)

Apesar de a prioridade da Outros Ares ser o conto, a revista sempre esteve aberta à submissão de crônicas e de trechos de romances. Sim, a Outros Ares nasceu com a ideia de ser mais um canal de divulgação e incentivo a esse gênero muitas vezes menosprezado por leitores e, consequentemente, pelas editoras, mas, num país de tão poucos leitores, infelizmente podemos dizer que todo gênero literário é menosprezado pelos leitores – à exceção dos best-sellers, é claro.

Mas se, por um lado, a Outros Ares sempre esteve aberta a outros gêneros, por outro nunca havia entrevistado um autor cujo gancho para a conversa não fosse o conto – ou a crônica. E é por isso que esta edição da revista tem uma “aura” especial: é a primeira vez que um autor é entrevistado não por seus contos ou crônicas, mas pelo seu romance.

Carlos Eduardo Pereira, carioca da safra de 1973, estreou na literatura em 2017 com o romance “Enquanto os dentes”, publicado pela então recém-criada editora Todavia, que em pouco tempo de existência vem colocando nas livrarias obras que vêm dando o que falar – assim como “Enquanto os dentes” deu. O livro foi exaltado tanto pela crítica especializada quanto por leitores que comentam suas leituras em blogs e sites literários.

Na entrevista a seguir, Carlos Eduardo Pereira fala sobre como começou a escrever, sobre Antônio, o protagonista de seu romance, e várias outras coisas.

Nesta edição, além de publicarmos um conto inédito de Pereira, a Outro Ares traz mais um conto do nosso já conhecido Ernane Catroli e de três estrantes na revista: Rafael Gobbo, G.H. e Lucas Ribeiro Novaes.

Sobre estes dois últimos, gostaria de fazer dois comentários: G.H. é o pseudônimo de uma amiga que, após ler a entrevista com Lydia Davis, ficou inquieta com a pergunta que fiz sobre se tudo, até mesmo um tênis velho, pode ser transformado em literatura, e escreveu um conto que gira em torno de um tênis velho.

Já o Lucas Ribeiro Novaes, que é professor, revelou que já utilizou em sala alguns contos publicados aqui na Outros Ares, o que, é claro, é motivo de muito orgulho.

A fotografia que ilustra esta edição é do escritor e tradutor Marcelo Barbão, idealizador e co-fundador da Outros Ares.

Por fim, um aviso: a próxima edição da Outros Ares já tem definida a entrevistada – a escritora russa Liudmila Petruchésvskaia, uma das convidadas da Flip deste ano – e alguns dos contos, mas ainda há espaço para histórias curtas (ou crônicas ou trechos de romances). Aqueles que quiserem enviar textos para avaliação devem se dirigir ao link “Como publicar” e enviar o material até o dia 13 de julho, pois a próxima edição será publicada na semana seguinte.

E, para finalizar, um lembrete: a Outros Ares está no Facebook, dê lá um joinha 😉

Sumário:

Entrevista com Carlos Eduardo Pereira

Ponto de vista“, de Carlos Eduardo Pereira

Luto“, de Ernane Catroli

12º round“, de Rafael Gobbo

É por isso que estou aqui“, de G.H.

Carolina“, de Lucas Ribeiro Novaes